Vitória solicita utilização de estádio e se coloca “à disposição”

Marcio Souza
16/10/2017

A aproximação da temporada 2018 está sendo bastante movimentada no futebol de Vitória de Santo Antão. Pelo menos nos bastidores, a Associação Acadêmica e Desportiva Vitória tem se articulado para usufruir do Estádio Municipal Severino Cândido Carneiro (Carneirão). A praça esportiva segue inutilizável desde junho deste ano, após problemas estruturais que a deixa sem condições de sediar jogos.

O estádio, que historicamente serve de espada para brigas partidárias, está com o gramado defasado, as cabines de imprensa em condições insalubres e tem um pedaço do muro caído na parte que fica seu maior lance de arquibancadas.

Leia também: Quando a eleição foi decidida no futebol

Por causa disso, os clubes da cidade têm vivido uma peregrinação. O time feminino do Vitória disputou o nacional da categoria em Chã Grande, no Agreste; enquanto o Vera Cruz está disputando a segundona do estadual masculino em Feira Nova, também no Agreste.

Leia também: Vitória jogará Brasileiro Feminino em Chã Grande

Ciente da aproximação da pré-temporada 2018 e necessitando do tempo necessário para montar o time para o próximo estadual, o Vitória precisa ter a certeza se vai disputar a competição em casa. Em caráter antecipado, o Tricolor das Tabocas enviou na última semana aos poderes Executivo e Legislativo um ofício no qual requere a utilização do estádio.

Leia também: Sem Carneirão, Vera Cruz jogará longe da torcida

O documento, assinado pelo presidente Marlon Rafael dos Santos, reforça que “com a nova forma de disputa do Campeonato Pernambucano Série A1, a cidade da Vitória de Santo Antão receberá os grandes e tradicionais clubes do estado, a exemplo: América, Afogados da Ingazeira, Belo Jardim, Central, Náutico, Salgueiro, Santa Cruz, Sport, consequentemente atraindo para o Carneirão, grandes públicos”.

Em suas entrelinhas, o ofício ainda destaca que “no tocante a iluminação do estádio municipal, frisamos que a mesma atualmente não atende aos padrões necessários a transmissão dos jogos pela Rede Globo, emissora detentora dos direitos de transmissão do Pernambucano 2018 e aos demais meios de comunicação que irão cobrir o evento”.

No último trecho do documento, o clube se coloca à disposição dentro de suas “modestas condições”.

Veja o documento abaixo: 

 

 

 

 

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Desportiva Vitória: como é bom recordar!

 

Entre as pesquisas sobre a época de ouro da Associação Desportiva Vitória, eu, Marcio Souza, editor desta coluna no Blog Nossa Vitória, fui presenteado por uma relíquia do futebol pernambucano: uma foto do Tricolor das Tabocas de 1991, nos seus primeiros passos como clube profissional.

A imagem foi repassada pelo ex-jogador, que hoje mora na Holanda, Roberto Potiguar, meia-atacante da famigerada geração de 90. A foto, sem sombra de dúvidas, provoca nostalgia a quem gosta do futebol de Vitória de Santo Antão.

Para que vocês se sintam reiterados, envio a escalação apresentada na imagem:

Em cima: Milton Lima, Eduardo, Ném, Carlos Limoeiro, Xavier, Pinóquio, Elpídio Moura e Maurício Simões; Embaixo: Luiz Carlos, Mizinha, Fernando, Roberto Potiguar e Arlan.

 

 

 

 

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Sem Carneirão, Vera Cruz jogará longe da torcida

Foto: Breno Valois. 

O Vera Cruz terá que viajar alguns quilômetros para poder mandar os jogos desta temporada. A lotação do tricolor de Vitória de Santo Antão terá parada obrigatória no Agreste do Estado, mais precisamente em Feira Nova, cidade com pouco mais de 20 mil habitantes.

A viagem não vai ser só de passagem, mas para cumprir uma etapa de compromissos que o clube terá pela frente no Campeonato Pernambucano da Série A2, marcado para iniciar em setembro.  O time vitoriense não poderá jogar no Carneirão, que não oferece condições de segurança e muito menos tem recebido os cuidados necessários, como manutenções elétricas e no gramado.  Com a estrutura comprometida, uma parte do muro da arquibancada cedeu.

Em um documento oficial emitido pela Secretaria Municipal de Cultura Turismo e Esporte do município, enviado ao clube, informa-se sobre “achados que inviabilizem no tempo presente a utilização daquele equipamento público para quaisquer tipos de eventos”, contestando a precariedade da praça esportiva.

O presidente do clube, Fernando Nogueira, foi notificado sobre a impossibilidade de mandar seus jogos em casa e desde então iniciou uma peregrinação em busca de um novo local para jogar. E encontrou.

“O nosso campo de jogo será o Gonzagão e inclusive acertei a questão com o prefeito daquela cidade, que nos recebeu de braços abertos. O campo tem um dos melhores gramados do interior. Não vejo outro com a condição melhor. Estamos na cidade para que possamos trabalhar”, disse o mandatário.

Fernando destacou que a apresentação do elenco acontece na segunda-feira (08), mas não deu maiores detalhes sobre a formação do plantel. O técnico da equipe será Wemerson Carvalho, que vem do futebol paraibano.  Em entrevista ao Panorama Esportivo, o cartola adiantou o nome de alguns contratados e a volta de outros jogadores. São eles:

Felipe Paranhos (goleiro),

Felipe Reis e Ney Paraíba (zagueiros)

Anderson (lateral-esquerdo),

Luís Henrique (volante),

Felipe Amorim (meia)

Carlos André (atacante)

Remanescentes:

Vinícius (goleiro)

Ricardinho (lateral direito)

Samuel (meia).

Foto: Breno Valois.

 

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone