Possibilidade matemática é o escape do rebaixamento

Marcio Souza
16/05/2017

Em 11 rodadas o Vitória ainda não venceu no Campeonato Brasileiro Feminino. Bem mais pior que a campanha apresentada até agora, está o risco claro de rebaixamento, que pode ocorrer caso o clube não reaja na competição a três rodadas para o seu fim.

Nesta quarta-feira (17), às 15h, o Tricolor das Tabocas entra em campo pela 12ª rodada, contra o São Francisco do Conde (BA), no Estádio Barbosão, em Chã Grande.

A partida é mais do que uma decisão, já que o clube baiano é adversário direto na luta contra a degola. Outro concorrente que trava batalha contra o descenso é o Grêmio (RS), que será rival do tricolor vitoriense na 14ª rodada.

Para ser mais claro, o Vitória ainda pode somar nove pontos, pois encara além do São Francisco, o Audax (Em São Paulo) e o Grêmio (Em casa).  O time vitoriense possui apenas dois pontos.

O Grêmio, adversário da rodada final, possui quatro pontos e tem pela frente o líder Corinthians, o Sport e o próprio Vitória.

Já o São Francisco pega o Vitória, o Iranduba e o Corinthians. As baianas possuem sete pontos.

Nesse momento difícil, o Vitória tem que trabalhar em cima da máxima do futebol para este tipo de ocasião: vencer e torcer contra os seus adversários.

Em caso de rebaixamento para a segundona feminina, o Taboquito amargará a pior da fase de sua história.

Foto: Luciano Abreu/O Vitória.com 

 

 

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Interino avalia empate com o Sport e prevê jogo difícil contra o Corinthians

Marcio Souza
20/04/2017

Na tarde desta quarta-feira (19), o Vitória voltou a somar ponto no Campeonato Brasileiro Feminino. Contra o Sport, em um jogo de muita pegada, o Tricolor das Tabocas empatou em 2×2 na Ilha do Retiro, pela oitava rodada da competição.

O resultado, no entanto, não foi o suficiente para livrar o time do risco da degola, mas o discurso do elenco após o duelo deu a entender que ele foi bem aceito, principalmente pelo treinador interino Diego de Deus.

O antes preparador físico lamentou não ter saído com os três pontos, mas exaltou a determinação do grupo diante do Sport.  “No todo eu acredito que o empate foi bom, pela postura, pela parte tática e de marcação. Alguns erros técnicos a gente tem que corrigir conversando com elas, mas a ideia do padrão tático é que me deixou bem feliz”, ressaltou Diego, que ocupa o lugar deixado por Beto Coelho.

O interino ainda fez um prognóstico da próxima partida, contra o Corinthians.  “É um jogo bem complicado. A gente sabe que é um time muito forte, mas a gente vai pra lá pra tentar fazer um bom jogo, ficar compacto na marcação e utilizar nossas melhores armas”.

Classificação

Com o resultado na Ilha do Retiro, o Vitória chegou aos dois pontos na tabela e foi parar na oitava posição do grupo 1, colocação que o rebaixaria para a segunda divisão do nacional feminino, caso encerrasse hoje.  Até agora, o tricolor acumula seis derrotas, dois empates e nenhuma vitória.

Veja os resultados do Vitória na competição até o momento:

1ª rodada: Grêmio 1 x 0 Vitória

2ª rodada: Vitória 2 x 3 Audax (SP)

3ª rodada: São Francisco 1 x 1 Vitória

4ª rodada: Vitória 0 x 3 Kindermann (SC)

5ª rodada: Iranduba (AM) 5 x 1 Vitória

6ª rodada: Vitória 0 x 3 Corinthians

7ª rodada: Vitória 1 x 3 Sport

8ª rodada: Sport 2 x 2 Sport

9ª rodada: Corinthians x Vitória (26/04).

 

Foto: Luciano Abreu/O Vitória.com

 

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Vitória terá confrontos difíceis no caminho da reabilitação

Marcio Souza
31/03/2017

O Tricolor das Tabocas segue sem vencer no Campeonato Brasileiro Feminino. Em quatro rodadas, o Vitória de Santo Antão apenas conseguiu um empate, diante do São Francisco do Conde (BA), no domingo passado. Animado com a possibilidade de conseguir os primeiros três pontos na competição, o clube vitoriense enfrentou o Kindermann (SC) dentro de casa na quarta-feira, mas o fato de jogar diante de seu torcedor não surpreendeu o clube catarinense, que saiu vencedor mostrando um futebol amplamente superior. A partida ocorreu no Barbosão, em Chã Grande. Saiba por que clicando AQUI. 

No confronto, o time da cidade de Caçador, no Meio Oeste de Santa Catarina, venceu por 3×0 e teve brecha para fazer muito mais. Viu-se no Vitória um futebol pouco criativo ofensivamente e quando o visitante fez 1×0 no início do confronto, um aparente nervosismo tomou conta do tricolor pernambucano, quadro que se tornou irreversível mesmo com as substituições e as cobranças do treinador Beto Coelho na beira do gramado.

Daqui pra frente, o Vitória não pode pensar em perder, ainda mais por saber que os jogos que se aproximam são extremamente difíceis. Primeiro, tem o Iranduba (AM), no Estádio Ismael Benigno, em Manaus, domingo (02), às 18h. Na quarta-feira (05), o adversário será o Corinthians, em Chã Grande, às 15h.

A disparidade dessas equipes para o Tricolor das Tabocas é grande. Cada uma possui 100% de aproveitamento na competição e brigam diretamente pelo topo.  Corinthians e Iranduba são líderes, enquanto o Vitória é o sétimo do Grupo A1, à frente apenas do São Francisco, o oitavo. Os dois últimos de cada grupo serão rebaixados para a segundona do Brasileiro Feminino.

A competição é formada por dois grupos de oito equipes

Confira:

GRUPO 1
Audax (SP)
Vitória (PE)
São Francisco (BA)
Iranduba (AM)
Kindermann (SC)
Corinthians (SP)
Grêmio (RS)
Sport (PE)

GRUPO 2

Flamengo (RJ)
São José (SP)
Foz Cataratas
Ferroviária (SP)
Rio Preto (SP)
Santos (S)
Ponte Preta (SP)
Vitória (BA).

Foto: Divulgação/Luciano Abreu

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone