Cadeirantes de Vitória de Santo Antão conquistam prata e bronze em torneio regional de Bocha Paralímpica

Os atletas paralímpicos do Projeto de Extensão da Universidade Federal de Pernambuco “Paradesportos” conquistaram medalhas de prata e de bronze na primeira etapa do Circuito Tríplice Aliança PB/PE/RN de Bocha Paralímpica. O torneio aconteceu na Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad), em João Pessoa, na última sexta.

A equipe, coordenada pelo professor Saulo Oliveira, do Núcleo de Educação Física e Ciências do Esporte do Centro Acadêmico de Vitória, se consagrou campeã num torneio com três etapas que reúne praticantes de Bocha Paralímpica na Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. “Levamos três atletas, dois ganharam medalha de prata e um conquistou medalha de bronze. Foi um ótimo resultado”, comemorou o professor. As datas e os locais de realização das próximas etapas ainda não foram divulgados.

O projeto “Paradesportos” é patrocinado pelo Núcleo de Educação Física e Ciências do Esporte do CAV, em parceria com a Associação de Deficientes de Vitória de Santo Antão (Advisa) e a prefeitura da cidade. Iniciado em 2015, devido à carência de ações do tipo no município de Vitória de Santo Antão, o projeto tem o objetivo de apoiar e de incentivar a prática do esporte paralímpico. “Todos os nossos atletas são cadeirantes e de Vitória de Santo Antão, mas nossa expectativa é que as cidades vizinhas também possam participar”, explicou o professor Saulo Oliveira, coordenador do projeto.

A bocha é um esporte com origem no império Romano. O objetivo consiste na marcação de pontos, através do lançamento das bolas, a fim de que elas se aproximem de um ponto, determinado aleatoriamente pelo lançamento de um objeto, o bolim.

Diario de Pernambuco

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *