Insegurança continua após operação em Vitória

NogueiraJunior
28/04/2017

Operação ou Pirotecnia? São essas as perguntas frequentes da população que presenciou dois dias de muita movimentação policial em Vitória de Santo Antão. Uma ação com mais de 100 policias entre civis e militares, 20 viaturas e a utilização de um helicóptero do Grupo Tático Aéreo, da Secretaria de Defesa Social para propiciar sensação de segurança aos moradores.

Foram dois dias de intenso policiamento aéreo e terrestre no âmbito de combater homicídios e tráfico de drogas na Área Integrada de Segurança (AIS) do 21º Batalhão Monte das Tabocas.

Por um lado, todo esse motim trouxe elogios. Para o delegado seccional Hallysson Pontes, o objetivo dos trabalhos foi dar uma rapidez nos inquéritos dos homicídios que ocorreram no primeiro trimestre de 2017, e posteriormente prender os possíveis autores dos crimes.

Porém, o que a população esperava era ver muitas pessoas sendo presas pelos crimes e não apenas um serviço burocrático sendo adiantado.  A insatisfação foi tão enorme que chegaram a questionar se a operação intitulada ‘Força no Foco’ era mais uma jogada de marketing do Governo.

Para retrucar, a Polícia Civil disse que mais de 100 pessoas foram ouvidas em cartório. E novamente outra indagação. Por que esse procedimento não foi feito antes? Isso a sociedade precisa saber.

Mesmo com toda essa, ‘sensação de segurança’ intencionada pelo Governo, foi só a operação ser finalizada que os criminosos retornaram às ruas para praticar delitos. Na noite desta quarta-feira (26), o que mais se viu nas redes sociais foram relatos de assaltos. Na manhã desta quinta-feira (27) a frase que estava já na ‘ponta da língua’ dos comerciantes: “foi só passar a operação que tudo voltou ao normal”. Nós precisamos de mais ações integradas no âmbito de prender os criminosos e não apenas resolver o serviço burocrático.

Ainda há relatos que alguns policiais pediram ‘ajuda’ a comerciantes, políticos e empresários locais para que fosse custeada a alimentação dos que iriam atuar 48h. Em resposta, a SDS negou qualquer informação sobre o caso.

PIROTECNIA: Informalmente, é gíria usada para dizer que algo é feito para desviar a atenção ou somente para impressionar, para chamar a atenção.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Comments are closed !