Cem dias e nada mais

Arthur Andrade
27/03/2017

O prazo de paciência dos vereadores que estão formando grupo de oposição ao governo Aglailson Júnior foi explicitado em plena tribuna, durante a polêmica sessão da última quinta (23), que foi suspensa e retomada na sexta. Cem dias e nada mais. Se avaliarmos do ponto de vista histórico, tal movimento soa como bastante precoce e tem mais relação com as eleições de 2018. Porém, democraticamente falando, há positividade um legislativo que não seja totalmente governista.

Ainda analisando as últimas sessões na Casa Diogo de Braga, fica evidente a falta de habilidade política na base governista. Discursos desencontrados e um líder de governo que tem como característica de ofício o tom crítico, são elementos que facilitam o desgaste perante a opinião pública.

Fica a dúvida se o grupo de oposição vai continuar com o modo de operação com base em discursos as quintas e curtidas e compartilhamentos de matérias negativas durante o resto da semana, tal qual acontecia durante a gestão anterior. Isso é pouco. Muito pouco! Aliás, destaco aqui a importância dos blogs na alimentação de matérias de cunho fiscalizatório, o que por fim acaba pautando boa parte dos assuntos levantados na tribuna da Casa Diogo de Braga.

Por fim, vai se confirmando a previsão feita no penúltimo artigo, onde analisamos um legislativo incerto para o ano de 2017. E por falar em previsão, este que vos escreve fica muito feliz com o fato dos “acadêmicos sem transporte público” realizarem um manifesto no dia 01/04. Só pela divulgação do protesto, o comentário é que a gestão se mobilizou para apresentar algo mais concreto aos estudantes logo após o ato. Até porque, ficou muito estranho a prefeitura realizar um cadastro no início do ano e falar depois que o serviço público só seria retomado no mês de agosto, quando sabemos que as matrículas no ensino superior são realizadas de forma semestral.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *