Emissão de carteira de identidade paralisada na Delegacia de Vitória

NogueiraJunior
19/07/2017

Foram paralisadas as emissões de carteira de identidade na Delegacia de Vitória de Santo Antão. Segundo informações repassadas a nossa reportagem, o datiloscopista entrou no período de férias e por falta de profissionais na área o serviço foi suspenso. A previsão de retorno é para o dia 7 de agosto.

Uma moradora insatisfeita com a paralisação contou o transtorno que passou no Complexo Policial. “A gente vem de longe tirar a identidade e quando chega aqui é essa palhaçada: não tem profissional para fazer o serviço. É revoltante, pagamos nossos impostos e não temos regalia nenhuma quando necessitamos”, desabafou.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

RONDAC é suspensa em Vitória

NogueiraJunior
11/07/2017

Os agentes da Rondas de Apoio ao Cidadão (RONDAC), da Guarda Civil Municipal de Vitória de Santo Antão, foram suspensos de atuar nas ruas do município. De acordo com o secretário de Defesa Social, coronel Targino, a partir desta segunda-feira (10) os guardas municipais iniciaram um Curso de Agente da Autoridade de Trânsito, na capital pernambucana. Além dos GCMs, segundo Targino, os novos agentes da Agência Municipal de Trânsito da Vitória de Santo Antão (AGTRAN) também participam do processo qualificatório que terá a duração de duas semanas.

Outra versão da suspensão também veio à tona. Conforme informações extraoficiais, um dos agentes contestou uma portaria do grupamento – afirmado que estaria irregular, inclusive a informação foi levada até o secretario de Governo Lívio Amorim, que ligeiramente entrou em contato com o secretário de Defesa Social. Até então, o coronel Targino, suspendeu a portaria. Com isso, a RONDAC, suspendeu as suas atividades ostensivas.

Procuramos o coronel Targino para esclarecer a denuncia. Ele nos informou que “A RONDAC, sempre estará à disposição do povo de Vitória, mas é necessário qualificar, cada vez os profissionais na busca de qualidade em serviço”, finalizou.

Apesar das versões, torcemos, enquanto sociedade, que ambos os anseios sejam sanados para que possamos ver uma Guarda Municipal que estava preenchendo seu espaço nas ruas de uniforme dando assistência aos cidadãos vitorienses.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Major Robério chega para comandar o 21º Batalhão

NogueiraJunior
17/06/2017

Com a mudança do comando do 21º Batalhão da Polícia Militar, situado em Vitória de Santa Antão, divulgada em primeira mão para os leitores da coluna Diario Policial, foi anunciado no dia 1 de junho o substituto do tenente coronel Edivaldo Oliveira. Para suprir a saída do oficial, foi escolhido o major Robério Luiz.

Dez dias comandado a unidade, o oficial contou que fez um diagnóstico para adotar medidas de prevenção aos crimes de homicídios, roubos, furto, consumo e venda de drogas na Área Integrada de Segurança (AIS) do Batalhão.  “Nesse primeiro momento realizamos um diagnóstico dos principais indicadores de violência tanto em Vitória como em demais cidades de nossa responsabilidade para desencadearmos nossas ações operacionais”, explicou.

O novo comandante revelou também que após sua chegada resgatou as equipes especializadas: rondas ostensivas com apoio de motocicletas (Rocam) e o Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI), que estavam desativadas durante a Operação Padrão.

 “O Governo do Estado preocupado com essa situação de efetivo, autorizou a realização do Curso de Formação de Habilitação de Praças (CFHP) e agora no final de julho para o começo de agosto estarão sendo divididos novos recrutas nas unidades. Então vai ser um reforço a mais e a gente espera ser contemplado para que possamos melhorar o nosso serviço de segurança pública na cidade”, disse o major Robério, explicando o reforço de efetivo policial que o Batalhão das Tabocas irá receber em breve.

Por fim, o major Robério estabeleceu uma relação de transparência com a imprensa local. “O nosso compromisso em trabalhar e se relacionar bem com a imprensa e a sociedade é constante. Com isso, iremos ganhar essa luta contra a criminalidade”, disse.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Após dois meses de comando, tenente-coronel Edivaldo se despede do 21º BPM

NogueiraJunior
15/05/2017

Após cerca de dois meses comandando o 21º Batalhão Monte das Tabocas, em Vitória de Santo Antão, o tenente-coronel Edivaldo Oliveira, se despediu, na noite desta segunda-feira (15), por meio de mensagem enviada à tropa. No texto, o oficial contou que dará entrada ao processo de reserva.  O motivo: acompanhar a família.

Para suprir a saída, foi escolhido o major Robério. No subcomando, continua o major Adriel.  “Agradeço do fundo do coração a receptividade e apoio de Oficiais e Praças deste 21º BPM, nossa unidade, ainda que por curto tempo’’, agradeceu Edivaldo.

Confira a mensagem na íntegra:

Caríssimos companheiros!

Faço ciente a todos que deliberei junto a DINTER-1, minha decisão de dar entrada no processo de reserva.

Serei substituído por um Oficial de minha turma, o Maj PM Robério, que é meu amigo, mas, sobretudo, foi escolhido por suas qualidades.

Deixo claro que minha decisão se deve a necessidade de acompanhamento da família, não havendo qualquer outro motivo, pelo contrário, do ponto de vista profissional vivo um excelente momento, gosto da Unidade, estou estimulado e tenho reconhecimento.

Quero deixar claro, também, que não declinei um minuto de trabalhar e acreditar e não divulguei logo, pois a minha decisão foi iniciada há duas semanas e deixei a Diretoria a vontade para agir com o tempo necessário que eu aguardaria com a lealdade que é devida. Assim foi feito, não tive, portanto como adiantar pois as deliberações estavam em curso.

A Polícia Militar é muito marcante e sempre estará presente, tenho grande respeito e admiração por minha Corporação. Nela, tive o acompanhamento de Deus a me proteger neste caminho, nestes desígnios.

Não me ative a vaidades, mas tenho orgulho de envergar a farda da Polícia Militar, a qual sirvo com honra!

Agradeço do fundo do coração a receptividade e apoio de Oficiais e Praças deste 21°BPM, nossa Unidade, ainda que por curto tempo.

A polícia militar é uma grande escola de vida, levo muitos aprendizados, recordações e sentimentos, principalmente de gratidão.

Deus abençoe a todos grandemente e permita prosperar os verdadeiros companheiros, que Sua Justiça esteja sempre a nos proteger.

Um grande abraço,

Ten Cel PM EDIVALDO

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Entrevista: Presidente da Associação de PMs fala sobre Operação Padrão

NogueiraJunior
04/05/2017

Em entrevista concedida à coluna ‘Diário Policial’ o presidente da Associação dos Cabos e Soldados (ACS), cabo Alberisson Carlos, que esteve na manhã desta terça-feira (02) na Faculdade Integradas da Vitória de Santo Antão (Faintvisa), visitando o efetivo do 21º Batalhão, contou sobre a Operação Padrão que ainda ocorre em todo Estado.

Ele contou como anda as negociações com o governador Paulo Câmara, frisou sobre o ‘reajuste salarial’ oferecido pelo poder executivo recentemente, e agradeceu à sociedade por apoiar a categoria. Alberisson destacou que o objetivo do manifesto é melhores condições de trabalho para a tropa. “A Operação Padrão é a polícia buscando viver dentro da legalidade”, destacou.

O movimento dos PMs começou no dia 6 de dezembro de 2016. Cerca de mil PMs e bombeiros se reuniram na Praça do Derby, na área central do Recife, segundo estimativa da organização. A operação determina apenas que os policiais realizem apenas serviços básicos, sem infringir a lei. Ou seja, só atuam nas ocorrências mais graves. Além disso, a ação tem como objetivo entregar os cargos de jornada extra, que tem sete mil vagas na PM.

Confira a entrevista na íntegra:

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Troca de comando no 21° Batalhão da Polícia Militar

NogueiraJunior
11/04/2017

O 21° Batalhão das Tabocas, considerado por nós uma das unidades vitrine da Polícia Militar de Pernambuco, teve uma troca de comando silenciosa. Sem muito alarde, o recém promovido tenente coronel Edvado Cézar de Moares deixou o comando para dar a vez ao também tenente coronel Edvaldo Oliveira, ex-sub-comandante do 4° BPM, em Caruaru.

Fazendo uma análise sobre a atuação do antigo comandante, não há nenhuma novidade: os índices de homicídios aumentaram, porém, não atribuímos isso a ele. Quando Cézar assumiu o comando no dia 1 de janeiro deste ano, podemos dizer que o oficial pegou uma ‘maré alta’ – a Operação Padrão.

Com um efetivo menor nas ruas, faltou criatividade para empregar o policiamento, mesmo sendo pouco. Janeiro, fevereiro e março foram apenas meses de adaptações para o militar alcançar a promoção, assim como aconteceu no ano passado com o tenente coronel Cabral. A única diferença é que Cabral durou um pouco mais.

O que esperar do novo comandante?

Vamos torcer para que as coisas melhorem para a sociedade vitoriense, pois já diz o ditado: “a esperança é a última que morre”. Não podemos, por enquanto, avaliar o mais novo comandante, mas vamos ficar de olho para dizermos isso em nossa próxima publicação.  Desejamos que ele seja bem vindo a nossa cidade e estamos dispostos a somar, pois a sociedade, a imprensa e a polícia juntos são imbatíveis.

Foto: Divulgação/PMV

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone