Após dois meses de comando, tenente-coronel Edivaldo se despede do 21º BPM

NogueiraJunior
15/05/2017

Após cerca de dois meses comandando o 21º Batalhão Monte das Tabocas, em Vitória de Santo Antão, o tenente-coronel Edivaldo Oliveira, se despediu, na noite desta segunda-feira (15), por meio de mensagem enviada à tropa. No texto, o oficial contou que dará entrada ao processo de reserva.  O motivo: acompanhar a família.

Para suprir a saída, foi escolhido o major Robério. No subcomando, continua o major Adriel.  “Agradeço do fundo do coração a receptividade e apoio de Oficiais e Praças deste 21º BPM, nossa unidade, ainda que por curto tempo’’, agradeceu Edivaldo.

Confira a mensagem na íntegra:

Caríssimos companheiros!

Faço ciente a todos que deliberei junto a DINTER-1, minha decisão de dar entrada no processo de reserva.

Serei substituído por um Oficial de minha turma, o Maj PM Robério, que é meu amigo, mas, sobretudo, foi escolhido por suas qualidades.

Deixo claro que minha decisão se deve a necessidade de acompanhamento da família, não havendo qualquer outro motivo, pelo contrário, do ponto de vista profissional vivo um excelente momento, gosto da Unidade, estou estimulado e tenho reconhecimento.

Quero deixar claro, também, que não declinei um minuto de trabalhar e acreditar e não divulguei logo, pois a minha decisão foi iniciada há duas semanas e deixei a Diretoria a vontade para agir com o tempo necessário que eu aguardaria com a lealdade que é devida. Assim foi feito, não tive, portanto como adiantar pois as deliberações estavam em curso.

A Polícia Militar é muito marcante e sempre estará presente, tenho grande respeito e admiração por minha Corporação. Nela, tive o acompanhamento de Deus a me proteger neste caminho, nestes desígnios.

Não me ative a vaidades, mas tenho orgulho de envergar a farda da Polícia Militar, a qual sirvo com honra!

Agradeço do fundo do coração a receptividade e apoio de Oficiais e Praças deste 21°BPM, nossa Unidade, ainda que por curto tempo.

A polícia militar é uma grande escola de vida, levo muitos aprendizados, recordações e sentimentos, principalmente de gratidão.

Deus abençoe a todos grandemente e permita prosperar os verdadeiros companheiros, que Sua Justiça esteja sempre a nos proteger.

Um grande abraço,

Ten Cel PM EDIVALDO

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Entrevista: Presidente da Associação de PMs fala sobre Operação Padrão

NogueiraJunior
04/05/2017

Em entrevista concedida à coluna ‘Diário Policial’ o presidente da Associação dos Cabos e Soldados (ACS), cabo Alberisson Carlos, que esteve na manhã desta terça-feira (02) na Faculdade Integradas da Vitória de Santo Antão (Faintvisa), visitando o efetivo do 21º Batalhão, contou sobre a Operação Padrão que ainda ocorre em todo Estado.

Ele contou como anda as negociações com o governador Paulo Câmara, frisou sobre o ‘reajuste salarial’ oferecido pelo poder executivo recentemente, e agradeceu à sociedade por apoiar a categoria. Alberisson destacou que o objetivo do manifesto é melhores condições de trabalho para a tropa. “A Operação Padrão é a polícia buscando viver dentro da legalidade”, destacou.

O movimento dos PMs começou no dia 6 de dezembro de 2016. Cerca de mil PMs e bombeiros se reuniram na Praça do Derby, na área central do Recife, segundo estimativa da organização. A operação determina apenas que os policiais realizem apenas serviços básicos, sem infringir a lei. Ou seja, só atuam nas ocorrências mais graves. Além disso, a ação tem como objetivo entregar os cargos de jornada extra, que tem sete mil vagas na PM.

Confira a entrevista na íntegra:

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Troca de comando no 21° Batalhão da Polícia Militar

NogueiraJunior
11/04/2017

O 21° Batalhão das Tabocas, considerado por nós uma das unidades vitrine da Polícia Militar de Pernambuco, teve uma troca de comando silenciosa. Sem muito alarde, o recém promovido tenente coronel Edvado Cézar de Moares deixou o comando para dar a vez ao também tenente coronel Edvaldo Oliveira, ex-sub-comandante do 4° BPM, em Caruaru.

Fazendo uma análise sobre a atuação do antigo comandante, não há nenhuma novidade: os índices de homicídios aumentaram, porém, não atribuímos isso a ele. Quando Cézar assumiu o comando no dia 1 de janeiro deste ano, podemos dizer que o oficial pegou uma ‘maré alta’ – a Operação Padrão.

Com um efetivo menor nas ruas, faltou criatividade para empregar o policiamento, mesmo sendo pouco. Janeiro, fevereiro e março foram apenas meses de adaptações para o militar alcançar a promoção, assim como aconteceu no ano passado com o tenente coronel Cabral. A única diferença é que Cabral durou um pouco mais.

O que esperar do novo comandante?

Vamos torcer para que as coisas melhorem para a sociedade vitoriense, pois já diz o ditado: “a esperança é a última que morre”. Não podemos, por enquanto, avaliar o mais novo comandante, mas vamos ficar de olho para dizermos isso em nossa próxima publicação.  Desejamos que ele seja bem vindo a nossa cidade e estamos dispostos a somar, pois a sociedade, a imprensa e a polícia juntos são imbatíveis.

Foto: Divulgação/PMV

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone