Assassinato no Centro de Vitória dispara nível de insegurança

NogueiraJunior
22/08/2017

Não tem dia. Não tem hora, nem lugar. Os assassinatos estão cada vez mais frequentes no município de Vitória de Santo Antão. Neste mês, oito pessoas já foram mortas a tiros no município. Só que desta vez, o fato ocorreu na área comercial da cidade. Houve correria e muito tumulto após os comerciantes ouvirem cerca de três disparos de arma fogo, em um estabelecimento da Praça Leão Coroado, que ceifaram a vida de um homem identificado como Paulo José Cardoso, de 44 anos, atingido na face. Ele ainda foi socorrido para o Hospital João Murilo de Oliveira (HJMO). No entanto, não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade hospitalar.

Nas imagens do circuito interno de segurança do estabelecimento, o atirador entra passivamente no local, saca a arma, conversa com a vítima, e em seguida atira. Após cometer o crime, o criminoso foge na garupa de uma motocicleta. O piloto, segundo a PM, usou uma farda de mototaxista como disfarce para fugir da cena do crime sem ser identificado.

A insegurança não é de hoje em Vitória. Mesmo com esforços da Polícia Militar, por intermédio da operação Rondas Ostensivas de Naturezas Extraordinárias (Rone), os bandidos estão atuando livremente em via pública. Roubos e furtos estão cada vez presentes no cotidiano dos vitorienses – os quais não tem a quem recorrerem mais. O retrato da impunidade encoraja os criminosos a praticarem diversos delitos no município. Com efetivo extra, a sensação de segurança continua mínima.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Comments are closed !