Reabertura da Matriz e procissão marcam início da Festa do Padroeiro Santo Antão

Templo religioso passou por reformas durante oito meses

O início das festividades da 393ª Festa do Glorioso Santo Antão, padroeiro de Vitória, nesta segunda-feira (08), foi marcado pela procissão das bandeiras e a reabertura do tempo da Matriz, que passou por reforma. A programação, que segue até 17 de janeiro, contou ainda com missa e apresentações culturais, na Praça da Matriz.

O cortejo com as bandeiras de Santo Antão e São Sebastião teve início na Igreja do Rosário e seguiu até a Igreja Matriz, onde foi celebrada a primeira missa do novenário, presidida pelo padre Antonio Diêgo. A celebração religiosa também marcou a reabertura do templo.

Cartão postal do município, a igreja Matriz de Santo Antão foi interditada durante oito meses para obras de restauração do forro de madeira. O prazo para a conclusão seria de dois meses, no entanto, a necessidade de realizar novos serviços, como recuperação do telhado e parte elétrica, e o tempo chuvoso prologaram as obras. Uma campanha foi realizada pela paróquia para levantar fundos para a reforma.

Durante o período de interdição da Matriz, as atividades religiosas ocorreram na vizinha Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. A complexidade da obra envolveu dezenas de pessoas trabalhando, inclusive especialistas. “Nós fizemos questão de fazer toda a restauração conforme a versão antiga”, afirmou o monsenhor Maurício Diniz. A pintura da imagem de Santo Antão, que ficava localizada ao centro do forro, também passou por restauração. Ainda segundo o pároco, após as festividades do padroeiro, a fachada da igreja receberá nova pintura, por meio de uma parceria com uma empresa privada.

Nesta edição, o tema da festa este ano é “Abençoai os leigos, ó Santo Antão querido, sejam templos e altares, onde Deus é conhecido”. Todas as noites irão ocorrer recitação do terço, a partir das 18h, novena, às 18h30, e missa às 19h, presididas por padres da região, e apresentações culturais, às 21h. No dia do santo, 17 de janeiro, a programação em início pela manhã, com a missa solene às 10h, presidida pelo Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife, Dom Antonio Tourinho Neto. Às 16h, tem início a tradicional procissão, percorrendo as principais ruas dos bairros da Matriz, Centro e Livramento. Encerrando os festejos, às 18h, ocorre a missa de encerramento, presidida pelo monsenhor Maurício Diniz.

 

Fotos: Thyago Leão/Blog Nossa Vitória

Este slideshow necessita de JavaScript.

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *