Operação busca investigar e coibir casos de homicídios em Vitória

Desde o início da manhã desta terça-feira (10), as forças de segurança pública de Pernambuco estão reforçando a atuação no município de Vitória de Santo Antão. Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros participam da Operação Força no Foco, que busca combater os homicídios, além do tráfico de drogas ligados a essas ocorrências.

Durante a Operação, a Polícia Militar intensifica rondas, abordagens e blitze em áreas consideradas quentes da cidade, ou seja, locais que registram números altos de homicídios e roubos. Essa ação está recebendo apoio do Grupamento Tático Aéreo (GTA), com um helicóptero sobrevoando a área. Além disso, a Operação Lei Seca, que reúne PM, Detran e Secretaria Estadual de Saúde, também estará realizando abordagens a motoristas.

Uma delegacia móvel da Polícia Civil de Pernambuco foi instalada no centro da cidade com o intuito de realizar atendimento ao público, receber denúncias e abrir boletins de ocorrências. Além disso, delegados, agentes e comissários da PCPE estão reforçando o cumprimento de mandados, assim como as investigações de homicídios em aberto na cidade, com oitivas e coletas de provas.

BAR SEGURO – Com os bombeiros, está sendo feito um trabalho de fiscalização em bares e restaurantes. Assim, estabelecimentos que funcionam de forma clandestina ou irregular podem ser interditados ou fechados.

FORÇA NO FOCO – A ação, que ocorre de forma integrada entre as forças de segurança pública, também está sendo realizada, de forma simultânea, em todo o Estado. Neste momento, a Operação está ocorrendo nos municípios de Sertânia, no Sertão do Moxotó e em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife.

 

Fotos: Divulgação/SDS

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Um comentário em “Operação busca investigar e coibir casos de homicídios em Vitória

  • 10/10/2017 em 7:49 pm
    Permalink

    ótimo a polícia está de parabéns Vitória está precisando de uma faxina.ninguem aguenta mais tanta violência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *