Nova sede da Alepe entrará em funcionamento a partir de agosto

“O possível, a gente faz. O impossível, o povo nos ajuda a fazer”. Frases emblemáticas como essa, ditas por Miguel Arraes, pontuaram discursos feitos durante a inauguração do novo prédio-sede da Assembleia Legislativa, que recebeu o nome do ex-governador. A partir de 1° de agosto, as atividades parlamentares da Casa serão realizadas no Edifício Governador Miguel Arraes de Alencar, inaugurado na tarde desta quinta (29).

Após o desenlace da fita inaugural, ao discursar em nome da família do homenageado, Luiz Cláudio Arraes, filho do ex-governador, rememorou a atuação do pai em duas legislaturas na Alepe e as posses para o comando do Poder Executivo, perante o Poder Legislativo, em 1963, 1987 e 1995. Para ele, ao escolher o nome de Miguel Arraes para denominar a sede do Poder, os deputados tornaram permanente a relação do político com o Legislativo pernambucano.

“A luta de Arraes é a luta de todos os homens de boa vontade, de todos os democratas, de todos os progressistas, de todos os inconformados com a desigualdade e a injustiça. E esta Casa é um palco de crucial importância para que essa luta seja levada adiante e afinal, tão brevemente quanto seja possível, seja vencida”, expressou.

Primeiro-secretário da Casa, o deputado Diogo Moraes (PSB) disse que, tanto o edifício quanto o Plenário, estão “à altura da grandiosidade do povo pernambucano” e que, neles, os parlamentares continuarão a honrar seus mandatos e o legado do Palácio Joaquim Nabuco. “Essa obra nos leva a uma nova condição de excelência para o desempenho de nossa atividade. Neste espaço, a população encontrará uma ambiente ainda mais qualificado para ser representada e para exercer a democracia, a cidadania e a participação popular”, afirmou.

Em agosto, após o recesso parlamentar, as Reuniões Plenárias ocorrerão no novo prédio, localizado na Rua da União, no bairro da Boa Vista (Recife). Nele funcionarão o novo Plenário, intitulado Governador Eduardo Campos, os três plenarinhos, para reuniões de comissões técnicas, e o auditório senador Sérgio Estelita Guerra. Ao todo, os espaços terão capacidade para receber cerca de 500 pessoas.

Estrutura – O Edifício Governador Miguel Arraes tem área total de 5.715 m² e é interligado ao Anexo 2 da Casa, onde funcionam os gabinetes dos 49 deputados. O coração do prédio é o Plenário, com 294 lugares disponíveis ao público, dispondo, ainda, de cadeiras adaptadas para pessoas com deficiência, mobilidade reduzida e obesos. Também foram construídas rampas para cadeirantes. No local, estão situados os serviços de apoio à Mesa Diretora e o setor de imprensa.

O novo Plenário contará com outra novidade: todas as votações serão monitoradas via painel eletrônico, nos mesmos moldes do sistema utilizado pela Câmara dos Deputados, Senado e outras assembleias legislativas. Para votar, os deputados terão que se identificar usando biometria e senha. A iluminação do prédio é em LED, e será automatizada para reduzir o consumo de energia. Projetada pelo arquiteto Carlos Fernando Pontual, a construção integra os diversos espaços de discussão e decisões legislativas e políticas, e amplia a capacidade de participação do público nos eventos da Alepe.

Informações da assessoria

Fotos: Rinaldo Marques/Alepe

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *