Após erro no sistema do IPTU de Vitória, associação de procuradores solicita correção

A Associação de Procuradores do Município de Vitória de Santo Antão (APMVSA) informou em nota, nesta segunda-feira (17), que solicitou a correção do sistema de cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2017. Desde o início de abril, foi detectado que os créditos tributários estavam sendo depositados erroneamente em uma conta da associação no Banco do Brasil, ao invés de cair aos cofres do município.

A cobrança do IPTU é realizada através de carnê, atualmente competindo a uma empresa privada a geração do arquivo do boleto de pagamento. “A Associação dos Procuradores não emite carnê, não realiza lançamento tributário, nem recebe custeio, subvenção ou qualquer verba de natureza pública”, diz a nota.

Ainda segundo a APMVSA, todas as medidas cabíveis estão sendo adotadas, de modo que não haverá qualquer prejuízo para os contribuintes e para os cofres públicos.

PRAZO PRORROGADO

Na última semana, a prefeitura da Vitória de Santo Antão prorrogou o prazo para o pagamento em cota única. Os contribuintes terão até o dia 10 de maio para o pagamento com desconto de 35%. Caso o pagamento não seja efetuado até o prazo, com bonificação, os proprietários de imóveis podem optar pelo parcelamento em até seis vezes.

Confira o calendário de vencimentos:

 Parcela  Vencimento
 Única  10/05/2017 ( Quarta-Feira )
 1ª Parcela  10/05/2017 ( Quarta-Feira )
 2ª Parcela  10/05/2017 ( Quarta-Feira )
 3ª Parcela  12/06/2017 ( Segunda-Feira )
 4ª Parcela  10/07/2017 ( Segunda-Feira )
 5ª Parcela  10/08/2017 ( Quinta-Feira )
 6ª Parcela  11/09/2017 ( Segunda-Feira )
Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

2 comentários em “Após erro no sistema do IPTU de Vitória, associação de procuradores solicita correção

  • 18/04/2017 em 12:57 pm
    Permalink

    O mais interessante é que só erra pra mais

  • 18/04/2017 em 3:00 pm
    Permalink

    QUEM FOI O ABENÇOADO QUE DESCOBRIU ESSE MISTERIOSO ERRO ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *