Unicef realiza último Ciclo de Capacitação com municípios de PE

Municípios pernambucanos inscritos na Edição 2013-2016 do Selo Município Aprovado, do Fundo das Nações Unidas para a Infância – Selo Unicef, participaram do 7º Ciclo de Capacitação, realizado na manhã desta terça-feira, em Caruaru. O Unicef, em parceria com o Serta, reuniu conselheiros de Direitos da Criança, articuladores/as municipais e adolescentes, no evento que discutiu informações sobre os procedimentos para etapa final da edição.

O Serta é parceiro estratégico na realização do Selo. Além de acompanhar os municípios participantes dos estados de Alagoas, Paraíba e Pernambuco, a organização contribuiu no debate da convivência com o Semiárido, a partir do Projeto Água de Qualidade, Banheiro e Cozinha nas escolas do campo. O trabalho resultou na produção do Guia Metodológico e Vídeo que relata experiências bem sucedidas de escolas, gestão e envolvimento da comunidade para o enfrentamento das problemáticas, por meio da educação contextualizada. “Para garantir o direito da criança e do adolescentes a conviver no Semiárido, as escolas precisam desenvolver metodologias que dialoguem com a realidade, e o Serta tem deixado o legado de que a Educação do Campo se faz no campo, com a vida e os saberes desse lugar.”, conta Germano.

Essa é a derradeira etapa do Ciclo de Capacitação do Selo, em Pernambuco. A próxima etapa se dará na realização dos Fóruns Municipais, requesito obrigatória para concorrer ao Selo. Os Fóruns devem acontecer no período de 2 de maio a 22 de julho. Os municípios que conquistarem os resultados de seus esforços para a melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes, serão premiados no dia 11 de dezembro deste ano.

Ações locais

Durante a programação os participantes socializaram experiências locais sobre o combate ao mosquito aedes aegypti. Ações de conscientização, pulverização e outras atividades para exterminar a reprodução do mosquito foram realizadas pelos municípios.

A articuladora Rita Barros, da cidade de Limoeiro, contou sobre a experiência em agregar diferentes setores públicos, na elaboração de um Plano para o combate ao mosquito. “Mapeamos o município com informações sobre índices dos locais de origem em que as pessoas contraíram a doença, traçamos um plano estratégico e partimos para a ação. O resultado foi ver a população consciente e o município respondendo com diminuição das doenças”, contou.

 Plataforma Virtual

Os municípios terão o prazo de até dia 15 de abril para inserir os dados na Plataforma Virtual, sistema digital que tem como principal função o acompanhamento da implementação das 28 ações estratégicas propostas na atual edição do Selo. Ela também tem como função apoiar os municípios a atingirem melhores resultados, a partir de ferramentas de troca de experiências (roda de conversa), de planejamento e implementação (mesa de trabalho) e de apresentação dos resultados (mural de resultados).

Com informações da assessoria. 

Foto: Romário Henrique / Divulgação. 

Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *